Dragon Ball Império
Painel de Usuário
Convidado Mensagens: 0
Alterar
Ver
Tópicos e mensagens
Últimos 20 que entraram
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Últimos assuntos
» ficha de Luckdrade
Qui Nov 20, 2014 3:14 pm por Luckdrade

» Ficha de Chon Vlasek
Seg Ago 25, 2014 4:46 pm por Chon

» ficha de dan carter
Sex Ago 22, 2014 2:37 pm por Dan Carter

» ficha felipe
Qui Ago 07, 2014 8:08 pm por felipebr999

» felipe chegou aki
Qui Ago 07, 2014 7:58 pm por felipebr999

» Yo minna
Seg Jul 28, 2014 4:12 pm por Ryou

» precisam de administradores
Sab Jul 19, 2014 9:35 am por Sayler

» Treinamento de Técnicas de Karanri
Qua Jun 04, 2014 7:53 pm por caggiano555@hotmail.com

» ficha de Bruno Martins
Sex Mar 14, 2014 11:40 pm por Bruno Martins

» Ficha De Kaahh
Dom Mar 09, 2014 3:00 pm por Kaahh

» Gabriel Mazaki
Sab Mar 08, 2014 10:55 am por Gabriel Mazaki

» Boas Vindas
Qua Mar 05, 2014 8:18 am por Miller

» E ai >>>>>>>>
Qui Jan 02, 2014 7:07 pm por Logan'

» Ficha de Homero
Qui Out 31, 2013 7:36 pm por Homero

» FP - Kaseyama
Dom Out 27, 2013 11:47 am por Kaseyama

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 18 em Sab Jul 06, 2013 8:40 am
Parceiros

Ficha de Kibatsuke

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Kibatsuke

Mensagem por Kibatsuke em Dom Out 20, 2013 2:19 pm

Nome: Kibatsuke
Raça: Terráqueo
Planeta que Habito: Terra

Golpe: Punho de Energia. Consiste em concentrar o Ki em seu punho e absorver toda energia que há em volta, seja do ar, da terra, fogo, água, seres vivos etc. Similar à Genki-Dama, porém absorve boa e má energia, e durante o processo, as energias se fundem e se tornam neutras. É preciso bastante concentração na hora da utilização do ataque, casa contrário, será impossível a execução do golpe. Também é possível o aprimoramento do mesmo. Uma técnica muito usada pelas gerações da família Nakato.
História:Por muito tempo, a paz reinou na Terra. Digo paz por que deixamos de ser atacados por "marcianos", seres em naves e roupas estranhas. Era um caos completo durante seus ataques, estados, países inteiros eram destruídos por seres desse tipo. Mas valentes Guerreiros nos defenderam, entre eles um tal de Goku, jovem rapaz branco de cabelos espetados. Quando criança, eu sempre quis ser igual a ele. Me tornar forte e poderoso para possíveis ataques de extra-terrestres.
Os ataques deixaram uma imensa marca em meu coração, devido à perda de amigos e alguns familiares. Os marcianos sondaram nossa região e atiraram bombas para direções aleatórias. Uma delas pegou na minha escola. Nesse dia havia um festival de talentos nela, ou seja, ela estava cheia, de alunos, professores, amigos de alunos, amigos de amigos de alunos etc. Coincidentemente nesse dia não pude comparecer ao festival, contraí uma gripe e tive de ficar em repouso. Não sei se a destruição da escola foi boa ou ruim. Acho que foi boa, naquele ano as aulas estavam muito difíceis, e a maior sorte para um garoto de onze anos daquela época era que a escola fosse destruída com os professores nela. Brincadeira. Não devo brincar com isso, mas já superei essa grande dor. Foi terrível para mim, perdi meus dois melhores amigos. Fiquei em depressão, e à partir daquele momento, jurei para mim mesmo que iria proteger a Terra a qualquer custo. Mas depois temi isso, fiz um juramento e fui atrás da emoção, e não pela razão. Fiquei apenas com o sofrimento desses acontecimentos em meu interior, e com a esperança de receber coragem e treinar bastante para combater as forças do mal.
Aos quinze anos de idade, decidi que estava pronto para iniciar treinamentos e aprimorar grandemente minhas habilidades e minha força, para quem sabe um dia ficar muito forte e combater esses alienígenas. Um dia, eu estava lendo um jornal e vi um anúncio, um pequenino anúncio em uma página de classificados, cheia de letras. Me deparei com aquilo e me interessei, tratava-se de treinamento para se tornar um "Guerreiro". Tinha um site no anúncio, e pesquisei por isso. Liguei meu computador e digitei o endereço. Era um site estranho, um design sem graça. Cliquei na aba "escriçoes" (isso mesmo, escriçoes, estranhei o erro de português no site, era apenas um de tantos outros erros), e lá era para eu colocar apenas meu nome e idade. Não pediu telefone, nem outras informações pessoais, apenas nome e idade. Como não confiei naquele site, coloquei um nome falso. Após confirmar o meu cadastro, uma página apareceu com as informações necessárias: endereço de onde eu teria que ir juntamente com o horário.
Estava temeroso, por isso pedi a ajuda do pai de um amigo meu, que era policial. Ele topou, já que depois de eu contar sobre esse site e suas características, ele se desconfiou. Agora era uma operação policial e talvez o início de uma jornada de um futuro Guerreiro. Chegamos ao local, era uma construção comum, que lembrava um banco. Entramos lá e fomos recebidos por um homem de terno verde. Achei a situação um pouco engraçada, mas me segurei para não rir. Lá estava um balcão com um homem de terno cinza.
-Então, querem ser Guerreiros e treinar duro ?
-Humm, não não, apenas eu mesmo, meu pai veio apenas para me acompanhar.
-Pois bem, me acompanhem. O garoto irá passar por uma avaliação psicológica.
Aquilo estava muito sinistro. Acompanhamos o homem e surpreendentemente levei um golpe na cabeça, por trás. Em seguida ouvi tiros, provavelmente do pai de meu amigo, e depois apaguei.
Acordamos em uma sala escura, estávamos presos em uma parece de metal, e em nossa frente havia o homem de terno verde e uma máquina estranha, de metal pintado de vermelho. Logo depois de eu acordar, o homem se transformou em um dos alienígenas, e eu me espantei. Ele segurava o revólver que provavelmente era o homem que estava comigo.
-Hehehe... vejamos... uma arma de terráqueos ?
-Q... Q-quem são... vocês... ?!
-Não está óbvio para você ? Somos os "alienígenas, marcianos" que você jurou matar... Hahaha !!
-Como você sabe disso ???
-Vi suas memórias, pivete... Ah, sinto muito pelos seus amiguinhos da escola, que minha família matou... - Disse, em tom de ironia.
Logo após o diálogo, chorei em silêncio, e não consegui ouvir mais nada. Tudo ficou preto em minha visão, e depois branco. Pude ouvir uma voz de um homem velho, ela dizia "concentre-se, Kibinha, concentre-se...". Não fazia ideia de onde vinha aquela voz, mas ela parecia muito familiar. Aquela voz, era do meu avô por parte de mãe, meu avô maternal. "Avô...?", pensei comigo mesmo. Vocês devem estar se perguntando, por quê de Kibinha. Em minha infância, meu avô me chamava de Kibinha.
"-Kibinha, vem cá !
-Vovô, para de me chamar de Kibinha, meu nome é Kibatsuke !
-Você é pequeno, por isso te chamo de Kibinha, quando se tornar grande e forte, te chamarei de Kibatsuke, haha !
-Ahhh..."
"Concentre-se, Kibinha, concentre-se". A voz dele dizendo essas palavras permanecia em minha cabeça. Estaria eu sonhando, imaginando coisas, ou meu avô estaria falando comigo do Outro Mundo ? Ah sim, meu avô morreu quando eu tinha oito anos de idade, ele contraiu uma doença cardíaca e veio a falecer. Bem, como ele (ou minha imaginação) falava para eu me concentrar, assim fiz. Mas como me concentrar em uma situação daquela ? Decidi me concentrar o máximo possível. Logo, a voz de meu avô veio a minha cabeça e disse "Concentre-se, absorva a energia de tudo em volta, Kibinha...". "Absorver a energia de tudo em volta... ?" pensei comigo mesmo.
-Levanta sua cabeça, hahaha !!! Dormindo de novo, ou desmaiou de tanto medo ?? Humm... Você tem um belo poder de luta para alguém que não treina... Interessante.
Escutei isso ao fundo de meus pensamentos, era a voz do tal alienígena, mas não pude "acordar" nem nada do tipo. A voz de meu avô veio à minha cabeça novamente, disse para eu sentir o Ki fluindo em meu punho. Logo, veio à minha cabeça histórias que meu avô me contava quando eu dormia. Ele contava aventuras de um herói que derrotava marcianos e soltava poderes de Ki. Dizia que Ki era a energia do Guerreiro. Mas, será que meu avô era maluco, será que ele pensava que eu poderia ser igual esse herói ? Ele era esse herói. "Vamos lá, Kibatsuke, sinta a energia de tudo em volta, o Ki em seu punho, concentre-se". Ele me chamou de Kibatsuke. Não sabia direito o que aquilo significava, mas decidi me concentrar, e "sentir" o Ki e a energia vindo para meu punho.
Me concentrei o máximo possível, de punhos fechados. Não tive escolha, de um jeito ou de outro eu poderia morrer, ou acontecer algo ruim comigo. Não tive tempo pra pensar se estava sofrendo alucinações ou algo do tipo, apenas me concentrei. Pude sentir uma corrente em meu corpo, que fluía com harmonia. Pareciam vias com carros andando em velocidade normal e constante. Meu punho era o ponto final dessa corrente de energia. Ele foi ficando cada vez mais ardente. Minha mente estava em silêncio, a voz de meu avô havia parado de falar por um tempo, parecia que eu estava fazendo a coisa certa. Meu punho direito estava praticamente pegando fogo. Consegui abrir meus olhos e vi meu punho envolvido por um fogo de cor azul. "Liberte-se e destrua seus oponentes. Kibatsuke". Minha força estava praticamente sobre-humana, e sem hesitar consegui me libertar das algemas de aço.
-O... o que está acontecendo ?? Como fez isso, garoto ???
Com o punho flamejante, desferi um poderoso soco no alienígena, e um som de explosão ocorreu. Tudo ficou claro, e uns seis ou sete segundos depois o alienígena estava despedaçado. Libertei o policial, que acordou com a explosão, e pude perceber que a máquina passou de vermelho para branco. Ainda não sei o por quê daquilo. Fomos para a recepção e vimos o outro alienígena, em forma de homem, despedaçado. Era aquele homem, de terno verde.
-Moço, o que aconteceu ? Ouvi a explosão e de repente eu estava livre das algemas - Disse eu para o homem que estava comigo, fazendo uma voz de confuso.
-O que é isso ?? Aliens ???
-Calma, nem eu sei, mantenha a calma !!!
-Okay, desculpe... Vamos investigar isso depois...
Saímos da construção e cada um tomou o seu rumo. Me lembrei do que o alien da sala escura disse, tenho um grande poder de luta, energia etc. Aquela história havia me deixado maluco, e muito confuso. Mas de uma coisa eu sabia: meu destino estava traçado, era meu dever ser um Guerreiro e proteger meu Planeta.
-Go...
-Olá, o que aconteceu por aqui ?
Goku estava bem na minha frente.
-Senti dois Ki's malignos e decidi investigar. Você está bem ? Como se chama ?
-Go...ku...
-Goku ? Meu nome também é Goku !
-Digo... meu nome é... Kibatsuke... Goku, é mesmo você ?!
-Sim, eu sou Goku, Kibatsuke.
Logo depois de eu me conformar com a situação presente, contei toda a história para Goku. ele se impressionou, e disse que eu poderia ser um poderosíssimo Guerreiro. Ele me disse para ir treinar com um Velho chamado Mestre Kame. Ele me disse o dia e o horário que ele iria me levar no lugar, e que nos encontraríamos ali mesmo. Depois, fui para casa, tomei banho, descansei e pensei no que havia acontecido comigo naquele dia.
"Bendito anúncio".
avatar
Kibatsuke
Príncipe
Príncipe


Status do Personagem
Graduação Graduação: Baixo
Poder de Luta Poder de Luta: 38000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Kibatsuke

Mensagem por Miller em Dom Out 20, 2013 9:39 pm

Ficha válida, ótima história, a única coisa que poderia ter tornado-a mais interessante, seria detalhes um pouco melhores na história em si, fora isso, tudo ótimo.
Dano do ataque: 80;
Poder de Luta: 23000;
Pontos para distribuição: 800.
avatar
Miller
Rei
Rei


Status do Personagem
Graduação Graduação: Baixa
Poder de Luta Poder de Luta: 52704

http://dbevolution.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum